domingo, 4 de março de 2012

Livro: Hex Hall

20 comentários
Livro: Hex Hall (Livro #1)
Autora: Rachel Hawkins
Editora: Galera
Páginas: 303


SinopseHá 3 anos, Sophie descobriu que não é uma menina como as outras. Ela é uma bruxa e, até agora, isso só lhe trouxe alguns... arranhões! Sua mãe fez tudo o que pôde para ajudar: leu o que conseguiu encontrar sobre bruxas, fadas e magia; procurando consultar o pai ausente de Sophie — um poderoso feiticeiro europeu — só quando necessário. Até que a menina atrai atenção além da conta depois de um feitiço de amor poderoso demais... E é seu pai que define a sentença: Sophie deve ir para Hex Hall, um reformatório afastado de tudo e de todos que está sempre de portas abertas para receber qualquer “prodígio” que saia da linha — ou seja, além de bruxas como Sophie, fadas, metamorfos etc. 

"Mamãe diz que devo evitar
Perto do espelho passar;
Ela teme que eu veja escondida
Uma bruxinha comigo parecida
De batom vermelho a sussurrar
Exatamente o que não devo escutar!"

- Sarah Morgan Bryan Piatt

Sophie Mercer descobriu que tinha poderes desde seu aniversário de 12 anos. Depois disso ela nunca foi além de feitiços simples, que não machucavam muito ninguém.  Porém, sua ultima tentativa de tentar ajudar alguém não deu muito certo e ela acabou fazendo um feitiço de amor um pouco forte de mais.
Como consequência,  seu pai - um poderoso bruxo europeu que ela nunca viu na vida - resolveu mandá-la para a Hecate Hall, ou simplesmente Hex Hall, um internato/reformatório para prodígios, como bruxas, metamorfos, fadas, etc.
Sophia nunca havia estado com outros da sua 'especie' antes, então é um experiencia diferente. Mas assim que Sophia chega na Hex Hall, consegue encontrar alguns problemas mesmo sem procurar. Para começar sua colega de quarto, Jenna,  é um vampira, e vampiros não são bem vistos, logo, quando alguns alunos são atacados misteriosamente Jenna se torna a suspeita número um.
As três garotas mais poderosas do colégio já não vão muito com a cara dela; e ela conseguiu adquirir uma queda por Archer Cross que por acaso é namorado de uma das três garotas mais lindas do colégio, mas Sophie não sabia. E ainda tem um fantasma 'diferente' que aparentemente esta seguindo-a.
Com o passar de algumas semanas Sophie começa a se adaptar ao Hecate, porém, suas origens são reveladas aos poucos e ela precisa aprender a lidar com isso também.
E Sophie tem um bom motivo para se preparar muito bem, pois uma antiga sociedade secreta que tem como objetivos destruir todos os prodígios do mundo, incluindo ela, principalmente ela, está mais perto de Hex Hall do que todos podem imaginar.

Hex Hall foi um surpresa e tanto para mim. Eu havia acabado de sair de uma decepção literária, e resolvi pegar esse livro, que já estava há algum tempo na minha estante. Depois que comecei a ler, meu único questionamento foi: 'Porque eu demorei tanto?' Li o livro super rápido, e no final fiquei louca pra continuar lendo a série.
O livro tem uma estória incrível que sofre reviravoltas inesperadas e quando você nem percebe já está super ansioso para descobri o que vem em seguida. A narrativa é super rápida e prática, em nenhum momento cansa o leitor (pelo menos não me cansou). 
O livro começa mais ou menos com uma estória de fantasia adolescente até normal, mas quando menos se espera se torna uma estória de mistério, com alguns toques de suspense que só aumentam a cada virada de página.
A Sophie é um ótima personagem, o livro é narrado por ela, então espere por uma boa dose de ironia, sarcasmo e muito humor pelas páginas de Hex Hall.
Achei o enredo muito bem construído, e todos os personagens muito cativantes, até os mais 'chatos', e por diversas vezes não pude deixar de me lembrar de Harry Potter, só que com toques mais femininos.

sábado, 3 de março de 2012

The Fantastic Flying Books of Mr. Morris Lessmore

3 comentários

'The Fantastic Flying Books of Mr. Morris Lessmore' foi o grande vencedor do Oscar (2012) na categoria de melhor curta-metragem de animação. A curta-metragem não dura mais que 15 minutos e faz uma grande homenagem a literatura em geral.

O filme reforça a importância da leitura para nossa imaginação. Salvar os livros e ser salvo por eles também é um trunfo que consegue ser transmitido divinamente.

É uma curta-metragem lindíssima, os efeitos sonoros são incríveis, e a mensagem passada é mais que bela, com certeza não conseguirei expressar metade do que é passado nesses 15 minutos apenas com palavras, então, vocês podem assistir abaixo:


'Os Fantásticos Livros Voadores do Sr. Morris Lessmore' de William Joyce e Brandon Oldenburg.